Chile

Diário de Viagem: Pucón, Chile

por

Oi! Minha querida leitora Fernanda escreveu um comentário me lembrando que faltava um post sobre a viagem ao Chile. E claro que não poderia deixar de escrever sobre Pucón, que fica ao sul do país, paraíso para quem curte paisagens maravilhosas e viagem de aventura.

Confesso que não sabia muito o que esperar em Pucón. Colocamos no roteiro porque tinha lido que era uma região de lagos, de paisagens muito bonitas. Só não tinha ideia de que seria tanto. Me surpreendeu, mesmo.

Pra falar a verdade nem sabíamos que iríamos encontrar por lá vários vulcões. Isso mesmo. Vul-cões! E é essa a principal atração de Pucón, em especial o vulcão Vilarrica.

IMG_4533

O Villarrica é um vulcão ativo. A gente enxerga a fumaça saindo da sua boca, é uma coisa incrível. Mas os moradores são bem tranquilos quanto a isso. Há muito tempo não ocorre uma erupção significativa. Nossa guia, Belém de 24 anos, nos contou que nunca viu nenhuma. Mas o vulcão já teve erupções históricas, a pior em 1971, quando cuspiu 30 milhões de metros cúbicos de lava que devastaram pontes, campos e florestas depois de abrir uma fissura de 4 quilômetros de largura. Em volta da cidade a gente encontra o que parece ser leitos de rios secos, mas na verdade são as marcas da lava!

IMG_4498

Minha companheira de viagem, mana linda!

Nós ficamos apenas 2 noites em Pucón – ficamos num b&b super charmoso, o Maison Nomade – muito pouco pra fazer tudo. Os meninos escalaram o vulcão, enquanto nós fomos descansar num spa de águas termais. Fiquei com medo de não conseguir caminhar por 5 horas em condições complicadas. Tipo, o pico do vulcão é coberto de neve o ano inteiro. Nós fomos no verão e o vulcão estava lá cobertinho de neve, uma loucura. Por isso, para a escalada era preciso ir com roupas apropriadas para neve: botas, mochila pesada com equipamentos e mantimentos, enfim, não tive coragem de me aventurar. Quem sabe numa próxima vez? hehe

IMG_4474

Quarto do nosso b&b em Pucón: Maison Nomade

Outro esporte de aventura que é muito difundido em Pucón é o rafting. São muuitos rios com corredeiras bem radicais, viu? A gente encontrou uma turma fazendo rafting que tinha que pular umas pedras para continuar o caminho do rio. É punk o negócio!

IMG_4612

Olhem o pessoal pulando as rochas pra seguir o caminho… OMG!

No inverno a cidade recebe muita gente para esquiar, já que neva nas montanhas. Nossa guia nos contou que tem vezes que neva nas montanhas e não na cidade! Uma coisa legal é contratar um guia para fazer um city tour pela região. Assim a gente conhece mais a fundo o lugar e não perde tempo.

IMG_4584 IMG_4598 IMG_4585 IMG_4522 IMG_4547 IMG_4549

Agora falando da cidade em si. Pucón é muuito simpática. Me lembrou Gramado, na serra gaúcha. A maioria das casas são feitas de madeira, tem uma avenida principal – O’Higgins – bem charmosa, com lojinhas, restaurantes e agências de turismo. É bem gostoso passear por lá. Almoçamos no Trawen, um restaurante natureba delicioso, os sucos eram divinos! Outro lugar gostoso que fomos foi o Cassis, famoso pelos seus crepes doces.

IMG_4481 IMG_4477 IMG_4483 IMG_4486 IMG_4488 IMG_4503IMG_4623 IMG_4625

Adorei conhecer Pucón, acho que foi a grande surpresa da viagem. E pra quem curte aventura é um prato cheio!

As fotos ficaram lindas, né? Não me canso de olhar… Beijinhos!

Diário de Viagem: Viña del Mal e Valparaíso

por

Olá gente! Vamos começar a primeira semana de fevereiro com mais um post da minha viagem ao Chile? Dessa vez vou contar pra vocês o que encontrei de mais legal em Viña del Mar e Valparaíso. Pra quem não sabe, a maioria das pessoas que vai visitar Santiago dá uma passadinha por lá, já que é bem pertinho, mais ou menos 1 hora de carro.

As duas cidades ficam uma do lado da outra. E mesmo que você só vá fazer um bate e volta de Santiago, vale a pena. Nós ficamos duas noites em Viña del Mar no Hotel Oceanic que fica de cara para o mar, uma delícia. Olhem só a vista do nosso quarto!

IMG_4230 IMG_4232 IMG_4233

Deixamos nossas coisas no hotel e fomos dar uma caminhada pela orla de Viña. O clima é super gostoso. Muita gente na praia, vários brinquedos para as crianças, ciclovias e espaço para os pedestres caminharem.

IMG_4235 IMG_4236 IMG_4242

Voltamos para o hotel e fizemos uma boquinha no nosso quarto mesmo pra aproveitar ao máximo a vista maravilhosa! Como é bom estar perto do mar, né?

IMG_4264 IMG_4273

No outro dia fomos pedalar e tomamos café da manhã no Starbucks, tava com desejo :) Depois partimos pra Valparaíso. A cidade é uma graça. Suuuper antiga, é a principal cidade portuária do Chile. Vale a pena pegar um ascensor para subir o morro, já que a maioria da cidade está construída lá em cima. É bom ir bem disposto porque a gente caminha bastante, viu?

IMG_4298 IMG_4296 IMG_4293 IMG_4321 IMG_4305 IMG_4350 IMG_4346 IMG_4357 IMG_4361

As casinhas coloridas e a arte urbana foi o que mais me encantou na cidade

Almoçamos no restaurante La Concepcion e super indico. A comida estava deliciosa e a vista do mar lá de cima surpreende. Deem uma olhada nas fotos e vejam se os pratos não estão de dar água na boca! Humm…

IMG_4376 IMG_4375 IMG_4363 IMG_4378

Demos mais uma voltinha até encontrar uma cervejaria artesanal, a Mestiza e claro que entramos! Não sei se já contei pra vocês, mas meu marido tem uma cervejaria artesanal aqui em Passo Fundo – a Farrapos – e acabou de se formar num curso de sommelier de cervejas, então, sempre que conseguimos vamos visitar alguma cervejaria por onde viajamos. Vale a pena conhecer a fábrica, super pequeninina, e experimentar as cervejas locais no bar que fica anexo.

IMG_4390 IMG_4391 IMG_4393 IMG_4399 IMG_4394Essa lojinha de souvenirs era muito querida, cheia de plaquinhas com frases engraçadas…

IMG_4413 IMG_4416 IMG_4415

Detalhes da Cervejaria Mestiza

Lá no alto está mais uma casa onde viveu Pablo Neruda, um dos mais importantes poetas de língua chilena. Chamada La Sebastiana, a casa tem o formato de barco e garante aos visitantes uma bela vista para o oceano Pacífico e para o porto da cidade. Novamente não conseguimos visitar – assim como a La Chascona em Santiago – chegamos quando a casa já estava fechando! Kuen, kuen, kuen… Mesmo assim deu pra entrar na parte externa que tem uma vista linda, linda!

IMG_4437 IMG_4441 IMG_4446 IMG_4448

Minha mana e eu, parceirinha da viagem!

IMG_4426

Um dos muitos cachorros que encontramos pelo caminho. Já contei que no Chile eles tratam os cachorros de rua super bem? Eles são gordinhos e muito mansos. E não é raro a gente encontrar casinhas pra eles nas ruas, olhem só.

IMG_4344

Fofo, né?

Adorei conhecer ambas as cidades, é uma delícia passear por lá. Espero que vocês tenham gostado do post! O próximo (e último) é sobre Pucón, preparem-se para paisagens lindíssimas!

Beijos!

Meu look: Valparaíso

por

Hellooo meninas, mais um look da minha viagem ao Chile! Dessa vez quero mostrar o que usei pra visitar Valparaíso, cidade gracinha que fica ao lado de Viña del Mar, no litoral chileno. No próximo post sobre a viagem vou contar o que fizemos por lá, ok? 😉 Mas vamos ao look!

Vocês sabem que sou bem básica com relação a roupas, ainda mais quando viajo. Mas sempre gosto de colocar um toque de cor, um charminho onde quer que seja. Estava super quente, por isso escolhi o short preto soltinho da Ellus, que tem um tecido ótimo, é meio impermeável, sabe? Camiseta branca com detalhes pretos Maria Filó, bolsa Wayuu inspired Zara, tênis Marrell (já mostrei ele aqui) e óculos espelhado Oakley – na verdade comprei esse óculos para pedalar, mas gostei tanto que comecei a usar no dia a dia também, quando estou com uma pegada mais esportiva (o modelo é o Frogskins). Vejam e me contem se curtiram, ok?

IMG_4285 IMG_4286 IMG_4283 IMG_4284 IMG_4289 IMG_4311 IMG_4306 IMG_4317 IMG_4316

Nada melhor que usar tênis pra andar muuuuuito em viagens, gente! Ainda mais em locais como Valparaíso, cheio de ladeiras.

E aí, gostaram do look?

Beijos!

Diário de Viagem: Santiago do Chile

por

Olá! Já falei aqui sobre Mendoza e agora é a vez de Santiago no Chile. Ficamos 3 noites na capital chilena e foi tããão bom! A cidade tem estrutura, prédios históricos, arranha céus… muito bacana de conhecer.

Chegamos à noite e fomos jantar no italiano badalado Tiramisú, que ficava bem próximo do nosso hotel – ficamos no Atton El Bosque, uma região bem bonita e tranquila da cidade. O restaurante tava lotado, chegamos sem reserva e tivemos que jantar na área de fumantes. O cardápio é bem variado, tem saladas, pizzas, massas. Os pratos que pedimos estavam muito bons. Recomendo viu?

IMG_4059 IMG_4052

Na manhã seguinte fomos pedalar. Finalmente! Não sei ao certo por onde fomos porque estávamos sem mapa, mas passamos por várias áreas verdes, parques, até que chegamos ao centro. Subimos o Cerro Santa Lucia e vimos a cidade lá do alto. Ficamos impressionamos com a quantidade de cachorros que vivem nas ruas! Mas o detalhe é que eles são bem gordinhos e queridos! Não tem medo da gente, sabe? Nas praças, inclusive, a gente vê casinhas para os cachorros descansarem… Muito legal.

Deixamos as bikes no hotel e fomos almoçar no Pátio Bella Vista, um shopping a céu aberto cheio de restaurantes e bares. O Bella Vista é considerado o bairro mais boêmio de Santiago e é lá que está uma das casas do escritor Pablo Neruda, La Chascona.

IMG_4087 IMG_4073 IMG_4076

Infelizmente não conseguimos conhecer porque estava fechada… Mas de qualquer forma é uma região gostosa de passear, cheia de casarios coloridos. Escolhemos almoçar no Galindo, um botequim típico chileno. Achei a comida muito pesada, mas tinha noção que seria assim mesmo… pedi o tradicional bife a lo pobre, uma espécie de a la minuta beeem servida! haha

IMG_4066

De sobremesa, provamos um sorvete muuuito gostoso! O melhor da viagem. A sorveteria se chama Il Maestrale e fica numa das entradas do Patio Bella Vista. Minha irmã pediu um sabor que tinha doce de leite, manjar e massa folhada, eu provei e tive que pedir o mesmo. Dos deuses!

O Cerro San Cristóbal fica ali pertinho então aproveitamos e fomos conhecer. Pra isso, enfrentamos uma fila pra subir em um funicular (bondinho) e chegar lá em cima. O lugar é cheio de barraquinhas onde se vende de tudo, desde água, roupas, picolés até o tradicional refresco chileno mote con huesilo, uma bebida a base de pêssego desidratado, caramelo e trigo. Não tive coragem de experimentar! A aparência “estranha” não me apeteceu!

IMG_4098

A vista da cidade com as cordilheiras é realmente linda lá de cima. Vale muito a pena!

De lá, pegamos o metrô pra ir no Mall Sport, como o nome sugere, um shopping só com lojas esportivas. Muito bacana pra quem tem crianças. Lá tem várias atividades que os pequenos adoram como arvorismo e piscina que simula ondas bem grandes – eles usam pra treinar surf! Bem legal.

Demos uma passadinha na feirinha Los Dominicos também! É um espaço cheio de estantes com lojinhas que vendem produtos artesanais. Bom pra comprar alguma peça em lapis lázuli, considerada a pedra oficial do Chile.

O dia seguinte era dia 31 de dezembro. Decidimos almoçar mais tarde e depois comprar algumas coisinhas gostosas no mercado e fazer a nossa ceia no quarto do hotel mesmo! Almoçamos na Coquinaria, um restaurante/empório muito delicinha. Fica bem abaixo no W Hotel e pra quem gosta de gastronomia é um prato – literalmente – cheio!

IMG_4102 IMG_4116 IMG_4126 IMG_4112 IMG_4136 IMG_4137 IMG_4108 IMG_4118 IMG_4138 IMG_4145

Queijos, chás, chocolates, massas, doces, geleias, cervejas… Tudo lindo e de excelente qualidade.

Não conseguimos ir na parte histórica de Santiago, não vimos o Palácio de la Moneda e nem o Mercado Público… Vai ficar pra próxima!

Gostaram das dicas? Se tiverem alguma dica de Santiago, algum passeio legal, contem nos comentários, ok?

Beijos!

Meu look: Santiago

por

Oi meninas! Antes de começar a escrever as minhas dicas da viagem ao Chile vou mostrar pra vocês alguns looks que usei por lá. Mas primeiro preciso dizer que quem vai pra Santiago no verão precisa se preparar para o calor, viu? A cidade é muuito quente e a umidade do ar é bem baixa. Quando estávamos lá chegou a 20%! Por isso é preciso se hidratar muito, levar uma garrafinha de água a tiracolo, nunca esquecer de passar hidratante no corpo e uma coisa que me ajudou bastante foi passar um gel nas narinas chamado Maxidrate. Meu nariz sofreu bastante nessa viagem devido ao tempo seco. Passava de manhã, massageava e o nariz ficava mais hidratado.

Bom, dadas essas diquinhas, vamos ao look!  Usei essa roupa no primeiro dia do ano quando fomos no brunch do W Hotel. Gente, esse hotel é uma loucura, lindo e com uma decoração bem estilosa. Nele estão dois restaurantes super conceituados da cidade, o japonês Osaka e o francês Noso. Queríamos muito ter ido no Osaka mas não conseguimos reserva… :( O bom foi que conseguimos reservar para o brunch do dia primeiro e assim experimentar nem que fosse um pouquinho alguns pratos do Osaka. Valeu muito! Quem for a Santiago não deixe que ir em pelo menos um dos restaurantes do W, o lugar é super cool e bem frequentado.

look - santiago - mocafresca4 look - santiago - mocafresca5 look - santiago - mocafresca3 look - santiago - mocafresca 1 look - santiago - mocafresca 2

Usei muito esse vestido branco da Renata Campos. Ele é super fresquinho e adoro usar branco no verão. Viram minha bolsa nova? Parece com as Wayuu que já mostrei aqui, né? Encontrei na Zara, gente! A Zara sempre me fazendo feliz, kkkk! Depois que comprei ela, no shopping Costanera Center em Santiago mesmo, não usei mais nenhuma outra! Apesar dela ser super colorida não achei difícil de combinar não. Nos pés minha flat prata da Schutz e só! Gostaram?

W Hotel
Ysidora Goyenechea 3000
Santiago – Chile