Canadá

Long weekend in Vancouver

por

Hello, guys! Como contei no vídeo onde mostrei o caminho da minha escola, tivemos mais um long weekend aqui em Vancouver. E aparentemente o verão está se despedindo de vez. O clima já começa a esfriar e a tarde não faz tanto calor como era de costume no mês de agosto.

No sábado fomos até o PNE novamente. PNE é o local onde está rolando aquela feira que tem o parque de diversões que já fiz post, lembram? Dessa vez fomos em algumas atrações lá, como uma exposição de animação, um apresentação de cachorros (soooo american!) e um show de danças indianas estilo Bollywood.

IMG_8086 IMG_8088 IMG_8095

Neste final de semana chegou a Paula, uma menina da Alemanha, na minha homestay. No domingo, nossa hostfamily nos levou num encontro dos Squamish Nation, uma espécie de grupo dos indígenas originários de British Columbia, província onde Vancouver está localizada. Eles nos contaram que esse grupo é super organizado e tem muitas propriedades em Vancouver. Bem interessante.

IMG_8148 IMG_8152 IMG_8153 IMG_8160

Depois partimos pra Gastown porque fiquei sabendo que estaria rolando um festival de barbecue and chilli por lá. Aqui tem dessas coisas. Eles fecharam uma rua e colocaram várias barraquinhas vendendo chilli (molho mexicano com carne e super apimentado!) e pork barbecue. Experimentei tudo e rezei pra que meu estômago aguentasse firme e forte! haha

Adoro esses programinhas locais. Esse é um tipo de coisa que não fazemos se estamos apenas visitando a cidade, sabe?

IMG_8169 IMG_8167 IMG_8173

Gastown, o bairro mais anigo e charmoso de Vancouver

E hoje, segunda, fomos até downtown em outro festival, dessa vez de Taiwan! Pra falar a verdade não vi muita vantagem nesse festival, não. Talvez tenhamos chegado tarde, talvez fosse focado mais para os taiwaneses… Aí, como o festival não apresentou muito potencial, fomos até a English Bay tomar sorvete (:

IMG_8182 IMG_8185 IMG_8189

Foi um long weekend bem relax! Final de semana que vem quero ir pra Tofino, que é uma praia no Oceano Pacífico.

Estão gostando dos posts aqui do Canadá?

Diário de Intercâmbio: Indo comigo pra escola e um recadinho

por

Oi, pessoal! Sexta-feira gravei um vídeo mostrando um pouco do caminho que faço pra ir e voltar da minha escola em Vancouver. Mostrei também como é a minha sala de aula e contei como funciona minha escola, a ILac.

Antes de vir pra cá tinha muuuuita curiosidade em saber como funcionava um intercâmbio, por isso acho legal fazer vídeos como esse, desmistificando as coisas. Como contei em outro vídeo (Porque resolvi fazer intercâmbio) nunca imaginei que teria coragem de viver essa experiência um dia. E aqui estou. Bem feliz com a minha decisão.

As coisas são mais simples do que a nossa cabeça imagina. A escola é uma escola como qualquer outra, com suas salas de aula, quadro-negros (que não são negros) e professores que fazem de tudo pra gente aprender. Antes de vir ficava pirando, imaginando tudo! Os colegas estão ali pra aprender também, como você. Ninguém é melhor do que ninguém. E quem sabe mais ajuda o outro no que precisar.

A convivência com pessoas de todas as partes do mundo deixa tudo mais vivo, mais intenso e interessante. Quando iria imaginar que um dia passaria uma tarde de sábado com uma brasileira, uma italiana, uma chilena, uma japonesa e uma alemã? Praticamente uma reunião da ONU, gente!! Nunquinha pensaria que viveria essa experiência! Só tenho a agradecer por ter escolhido viver isso. Tá sendo tão enriquecedor pra mim. E olha, quem tá pensando em fazer, não pense duas vezes, não! Faça, faça, faça. Tenha certeza que não vai se arrepender.

IMG_8087

Me and the girls from all over the world!

Muitas vezes eu pensava: – Três meses é muito tempo longe de casa! Não vou aguentar de saudade! Tenho sim, muitas saudades. Mas é totalmente suportável. Quando bate aquela vontade de abraçar os pais, de conversar com a irmã, de dormir abraçadinha no marido, é só pensar que logo logo tudo isso vai acabar. Que sua vida tá lá, esperando por você. E é aí que fico com mais vontade de aproveitar tudo isso. De sugar tudo que for possível. Porque um dia vou sentir saudades daqui (: E quero ter certeza que fiz tudo o que poderia pra aproveitar ao máximo.

Já falei demais. Apertem o play!

E agora me contem! Quem já viveu isso, seja através de um intercâmbio ou o que quer que seja, foi pra vocês?

Diário de Intercâmbio: My first month in Vancouver

por

Oi, gente! Ontem fez 30 dias que cheguei em Vancouver! Não estou escrevendo o tanto quanto gostaria pra vocês, eu sei, mas ao mesmo tempo não posso me culpar, sabe? Me dei de presente esse tempo. Essa experiência. E se não estou conseguindo me conectar tanto aqui no blog deve ser sinal de que estou vivendo muito por aqui (:

foto (8)comemorando meu primeiro mês em Vancouver no Whytecliff Park, em West Van

Meu inglês já me deixa mais segura. Essa semana no ônibus a caminho da escola dei informação para o motorista (!). Ele perguntou se deveria dobrar para a esquerda ou para a direita. Disse ele que nunca o mandavam para aqueles lados. Imaginem a cena.

Nesses 30 dias vi cada figura! Nunca, na minha vida, vi tanta gente doida. Sério. Pessoal conversando sozinho, falando coisas non sense, vestindo roupas de deixar qualquer hipster de Londres com inveja. Aqui a maconha rola solta. O cheiro é perceptível de longe. Mas isso não tira o brilho da cidade. O jeito é não dar bola. Vive a sua vida aí que eu vivo a minha aqui. A ideia é mais ou menos essa.

Já falei em algum dos meus posts mas preciso enfatizar. Os canadenses são extremamente gentis. Ajudam no que for preciso. Até hoje, ninguém me negou ajuda. Seja o motorista de ônibus, seja o cara tomando café no Starbucks.

foto (9)

Tava pensando esses dias, como eu mudei nesse tempo em Vancouver. Tenho muito mais confiança em mim mesma. Sei que posso contar comigo, sabe? No último final de semana fui com uma amiga pra Seattle. A viagem foi demais, muito divertida. Amei a cidade. Mas o ponto é que várias coisas saíram do nosso controle, não deram certo por vários motivos e… conseguimos dar a volta! Conseguimos resolver da melhor forma possível por nossas próprias pernas! Perceber isso é tão libertador!

Além disso, percebo que estou me permitindo mais. Estou aceitando convites que antes, seja por desconfiança ou por preguiça, certamente diria não. E isso está me fazendo viver TANTO. Vou ter muitas histórias pra contar, disso tenho certeza.

E que venham mais 60 dias!

Sincerely,

Nati

My weekend: Playland and Phillip Phillips Concert

por

Oi, gente! Mais uma semaninha pela frente aqui em Vancouver! Começo hoje, segunda (18.08), minha quarta semana na cidade. O tempo passa voando mas confesso que estou com bastante saudade de casa. Semana passada pela primeira vez bateu uma tristeza, não sei nem explicar como é, só sei que não foi nada legal ):

Apesar de tudo estar correndo bem, de eu estar aprendendo a língua, conhecendo lugares legais quase todos os dias, a ideia de ter que falar inglês e pensar, pensar e pensar o tempo todo pra falar às vezes cansa, sabem? Por isso que acho bom ter alguns amigos brasileiros por perto quando você vai ficar muito tempo longe de casa. Às vezes é reconfortante poder falar a sua língua e poder contar exatamente o que está sentindo. Entendem do que estou falando?

Sábado fomos a um parque de diversões aqui em Vancouver. Playland é o nome do lugar. Mas não fomos pra andar nos brinquedos – apesar de ter ficado com vontade. Fomos assistir ao show do Phillip Phillips que aconteceu lá. O clima era bem bacana. Tipo um festival de música mais modesto! hehe

Adoro esse clima de parque de diversões! E o dia colaborou também! O sol resolveu aparecer. Olhem só as fotos que tirei por lá…

IMG_7752IMG_7759 IMG_7766 IMG_7764IMG_7760 IMG_7767 IMG_7770 IMG_7773 IMG_7775 IMG_7781 IMG_7780 IMG_7784 IMG_7785

Não conhecia o cara, mas reconheci algumas músicas. O show foi bem bacana, pena que tivemos que sair mais cedo porque tinha 3 buses pela frente! Tô adorando minha casa. John e Pamela são super bacanas comigo. Conversam bastante, e isso é ótimo pra exercitar o inglês! Aprendo muito com eles! O único problema é a distância. Moro em West Vancouver, mais exatamente em British Properties. O bairro é incrível, com mansões de tirar o fôlego. Já me falaram que é tipo a Beverly Hills de Vancouver – um dia vou fazer um vídeo pra mostrar pra vocês. Mas levo 1 hora pra chegar em downtown e se estiver em outro lugar é mais complicado ainda. Nesse dia, por exemplo, saí do show às 9pm e cheguei em casa as 11h30pm! Mas acho que compensa! Coloco meu fone de ouvido e fico curtindo a vista! A gente não ter que ver o lado bom de tudo?

No domingo alugamos uma bike e pedalamos pelo seawall do Stanley Park. Não sei como ainda não tinha feito isso. É muito bom! Quero fazer mais vezes. Aí levo a câmera e fotografo tudo pra vocês, ok?

Essa semana algumas amigas estão indo pra casa, então vou ter algumas despedidas pela frente. Esse, aliás, é um dos ônus de fazer intercâmbio. Todo mundo vai embora, soon or later

Estão gostando dos posts? Querem que eu faça posts aleatórios de moda por aqui? Quero muito saber a opinião de vocês!

Beijos,

Nati

Diário de Intercâmbio: O que usar no verão em Vancouver

por

Esse é um post que queria muito fazer! Antes de chegar aqui em Vancouver tinha muitas dúvidas a respeito do estilo das canadenses. Afinal, o que levar na mala? Não que eu fosse copiar o estilo delas, mas é sempre bom saber o que o pessoal costuma usar pra gente ter um norte, não é?

Amo observar as pessoas, principalmente em viagens. Gosto de ver como elas se comportam no ônibus, se elas dão bom dia, boa tarde, boa noite, pedem licença, se elas olham pra você ou simplesmente te ignoram, se elas tomam café na rua… Enfim, várias coisas que definem o mood de um lugar. Vancouver é uma cidade litorânea, com muitas belezas naturais, fácil adivinhar que as pessoas aqui são bem humoradas, correm como em qualquer cidade grande, mas são muito educadas. E amam usar roupas confortáveis! Difícil ver na rua mulheres de salto alto. Sapatilhas e tênis – Vans ou Keds são os preferidos – não saem dos pés das moçoilas.

foto 6

no banheiro da escola… esse é o meu uniforme: t’shirt, shortinho e tênis

O clima tá ajudando bastante. Só essa semana começou a chover um pouquinho. Vestidinhos leves e shorts jeans de cintura alta e curtíssimos são vistos everywhere! Tô doidinha por um! O problema é encontrar um mais compridinho (;

Se quiser se parecer com uma local é só vestir um desses shorts curtíssimos (tipo hot pant) de cintura alta, colocar um tênis Keds e uma camiseta cropped e sair por aí com sua mochila a tiracolo! A mochila eu já aderi! Impossível usar bolsa com tantas coisas pra carregar ao longo do dia (:

foto 8

tentando me localizar com a minha mochila (:

É bom lembrar que a minha rotina é de estudante. Não tô trabalhando, só estudando de manhã até o início da tarde. Claro que se o caso for ir trabalhar o dress code muda, mas nada muito radical não. As meninas são super casuais aqui. E outra, ninguém fica olhando se você está de chinelo, viu? Havaianas é tipo melhor amiga nesse verão em Vancouver.

foto 7

final de semana com as legítimas!

Outro detalhe que não posso deixar de falar pra vocês é que aqui, mesmo do verão, é fresquinho de manhã. Portanto, não esqueçam do casaquinho. Gosto de usar uma camisa jeans aberta ou cardigãs leves. A tarde eu dispenso e coloco na mochila. Easy, easy!

E aí, gostaram do post?