novembro 2015

Miami: dicas de passeios e restaurantes

por

Faz quase um mês que estive em Miami, mas não posso deixar de registrar por aqui os lugares que mais curti enquanto estávamos aproveitando a cidade. Afinal, dicas, tanto de passeios quanto de restaurantes, são sempre bem vindas, certo? Pra quem quer fazer como nós e curtir Miami off compras estão aí algumas sugestões. Até porque com o preço do dólar a ideia de comprinhas não parece mais tão apetitosa, né? :/

Wynwood Arts District: sempre indico pra quem vai à Miami. É sem dúvida o lugar mais descolado do momento. O bairro, que era industrial, se transformou num reduto de artistas e restaurantes gostosinhos. Vale a pena passar uma tarde por lá admirando as paredes grafitadas e galerias de arte. E pra quem curte cerveja, super indico uma visita à cervejaria do bairro. Ela fica meio escondidinha mas vale a pena experimentar alguns estilos por lá.

Processed with VSCOcam with a6 preset
Wynwood Arts District

Passeio de bike por South Beach: Que delícia de passeio! Gosto muito de alugar bike em viagens e em South Beach é muito fácil, já que tem aquelas bicicletas públicas, sabe? É só colocar o cartão e sair com a sua bike desbravando toda a orla do sul da ilha. Vá da Ocean Drive (não esquecendo de tirar muitas fotos da arquitetura Art Deco dos prédios dali) até o parque que fica no extremo sul.

As icônicas casinhas de salva vidas de South Beach
As icônicas casinhas salva-vidas de South Beach

La Feria del Mercado de San Miguel em Bayfront Park: Que surpresa boa! Eu simplesmente amo mercados e esse é daqueles charmosos e bem organizados. Pra quem curte comidinhas espanholas então? Prato cheio! Essa feira é uma reprodução – em escala bem menor, claro! – do centenário mercado de San Miguel de Madri. Fica aberto até 31 de janeiro de 2016, então quem for agora pra lá, não perca!

La Feria del Mercado de San Miguel
La Feria del Mercado de San Miguel

Coral Gables: apesar de não querer saber de compras adoramos conhecer o Village Of Merrick Park em Coral Gables. É uma boa dica de passeio já que tem diversos bares e restaurantes na área. O shopping é todo ao ar livre, o que torna a experiência muito mais agradável. Aconselho pegar o trolley que passa de 10 em 10 minutos (gratuito) e explorar as ruas arborizadas do bairro.

Perricone’s: foi a nossa segunda vez nesse restaurante italiano que fica em downtown Miami. E só posso dizer, vá! A comida é deliciosa e o lugar é uma graça. Aconselho ir no jantar quando eles acendem as velas e tem luzinhas na área externa. Aliás, tente ficar na área externa, a experiência é outra! Logo na entrada você se depara com um armazém bem simples, mas lá dentro é bem diferente. Pedi um linguini com frutos do mar que estava divino!

Joe’s Stone Crab: tradicionalíssimo! E como o nome sugere é especialista em caranguejo, daqueles enormes, sabe? Nunca tinha comido e gente, que coisa mais deliciosa! É uma experiência mesmo. O restaurante só abre na temporada do caranguejo, de outubro a maio, então se programe.

Quem tiver dicas bacanas de Miami, deixe nos comentários! Vamos dividir experiências (:

Chokers: pra ficar de olho!

por

As chokers, ou gargantilhas (em bom português) estão dando o que falar. Tem quem ame e tem quem odeie! Confesso que não gostava muito, mas há algumas semanas me encantei por uma dourada e levei pra casa. Por isso sempre digo, tem que experimentar, se olhar no espelho e ver se aquilo te agrada de verdade. A moda e suas tendências estão aí para serem exploradas, é ou não é?

Claro que não é um acessório que uso muito, até porque elas são bem impactantes. O modelo que escolhi é bem clean com linhas retas, o que confere um efeito minimalista que adoro. Mas existem diversos modelos e estilos diferentes, desde o futurista até o mais artesanal e hiponga. Quer ver?

choker - mocafresca 2 choker - mocafresca 7 choker - mocafresca 6 choker - mocafresca 5 choker - mocafresca 3 choker - mocafresca 4

E aí, meninas? Vocês curtem? Que estilo é o seu preferido?

Verão Arezzo 2016: Cordas náuticas em efeito artesanal

por

Oi meninas, semana passada fui na Arezzo aqui em Passo Fundo dar uma olhada nas novidades e cliquei algumas peças bacanas pra mostrar pra vocês. Como já falei nesse post aqui sobre as novidades da marca para o verão, a Arezzo está apostando em cordas náuticas (um dos elementos mais importantes na coleção de férias) e também na ráfia, já que o efeito artesanal não sai de moda tão cedo. Olhem só.

Processed with VSCOcam with a5 preset

arezzo passo fundo - mocafresca

Processed with VSCOcam with a5 preset

Processed with VSCOcam with a5 preset

Processed with VSCOcam with a5 preset

As rasteiras com cordas foram as minhas preferidas. Gostaram?

Arezzo Passo Fundo | Terceiro andar do Bella Città Shopping | Telefone: (54) 3312-6256

Papo de Mãe: saindo da rotina, viajando com bebê

por

Olá mamães, tudo bem?

Depois de um tempo sumida, eis que volto. Muita coisa aconteceu, tive o Clube do Mamá, um evento voltado pra primeira infância no Igaí (outro dia conto dele), e com o pouco tempo não consegui mais escrever. Mas prometo que isso não acontecerá mais! Até porque em breve teremos muitas novidades por aqui!

Há uns dias atrás eu contei que tínhamos ido para Gramado com a família toda lá no instagram da coluna, segue lá é @colunapapodemae. Então… No último feriado, dia 2 de novembro, toda a família Muccini foi para Gramado, era aniversário do meu pai e resolvemos comemorar de forma diferente. Minha irmã, meus pais, meu cunhado, meus tios, primos, enfim estávamos em 17 pessoas. Logo, achar um hotel para todos nos pareceu inviável, visto que estávamos em muitos. Decidimos então alugar uma casa pelo site Airbnb, (www.airbnb.com.br), e foi muito tranquilo. O Airbnb é um site que possibilita a comunicação entre turistas do mundo inteiro e donos de imóveis. Você pode alugar por uma noite, ou um mês. Se escolhe a localização, as facilidades, e conveniências que cada um necessita. Ficamos em uma casa linda, e que para ajudar tinha um berço nos esperando. Detalhe: havíamos esquecido de pedir berço, mas são daquelas felizes coincidências da vida. #muitoamor

Processed with VSCOcam with a5 preset
Entrada da casa, quase encantada… <3

Essa foi a primeira viagem do João Henrique maiorzinho, logo a mala também foi maior. Era mamadeira, roupas para frio, roupas para quente, roupas para temperaturas mais amenas, frutas, a comida dele, brinquedos… enfim uma eternidade de itens que não parava mais. Confesso que uma das minhas principais preocupações era com relação à comida do JH, frutas até eram mais fáceis de levar, porém a comida salgada eu não gosto da ideia de levar industrializados, foi então que a Papin salvou a vida da mamãe. Compramos o suficiente para a viagem toda e levei as papinhas guardadas em uma bolsa térmica. Já contei aqui em outro post, o quanto eu sou fã das comidas das meninas. São naturais, sem corantes, integrais e são divididas de acordo com a fase que o bebê se encontra. E mais baratas que as industrializadas. Tipo melhor amiga da mãe no momento da Introdução Alimentar e em viagens! Levamos a nossa cadeirinha da Chicco portátil que acopla em qualquer cadeira, logo os problemas estavam resolvidos! 😀

Processed with VSCOcam with a5 preset
Risoto de frango com brócolis, escondidinho de abóbora com carne moída, feijãozinho temperado, Papinha do Popeye foram algumas das minhas escolhas. JH AMA o escondidinho de abóbora e o risoto de brócolis!

Na metade do caminho o João Henrique passou mal, tivemos que parar comprar um remedinho para enjoo, pra ele e pra mim. rs… não me dou muito bem com curvas! Paramos então em Caxias do Sul para dar a janta pro pequeno, santo posto! Esquentei a comida, e em 30minutos estávamos de volta para a estrada.

Chegamos sexta-feira, no sábado fomos dar umas voltas pela rua coberta, tomar um chocolate quente, comprar chocolates (Gramado sem chocolates, não é Gramado e todos somos filhos de Deus e a dieta se volta quando chegar em casa).

O final de semana que escolhermos era a abertura do Natal Luz e do espetáculo Nativitaten, toda a família foi, resolvemos preservar o JH, até porque estava chovendo, friozinho (parecia inverno em Gramado, embora estivéssemos na primavera) e ia sair da rotina de sono do pequeno. Fizemos uma jantinha gostosa e ficamos em casa curtindo o friozinho. No domingo meu pai fez uma carne assada que ecoou aquele cheirinho, o foggy londrino e o clima de Gramado. Mais uma vantagem de ficar em uma casa, você mesma pode cozinhar e escolher o cardápio com tranquilidade. Fora a economia… rs!

Processed with VSCOcam with a5 preset
Faltou gente na foto, mas estávamos em 17 pessoas!

Entre uma hora da soneca e outra – isso é bem importante preservar nos bebês, uma vez que eles já estão fora da rotina – passeávamos pelo centro de Gramado, demos umas voltinhas nas lojinhas locais, enfim, aproveitamos o passeio e o tempo sem estressar muito o João Henrique.

Processed with VSCOcam with m6 preset
Santo canguru salvador da mamãe. JH capotou na rua coberta, até chegarmos em casa para o pitoco tirar a soneca o sling ajudou muito!

Ainda no domingo fomos jantar um fondue no Carlito´s, como os restaurantes estão acostumados a receber crianças eles sempre tem cadeirinha para oferecer, se não oferecem a gente pede, e sempre tem. Enquanto comíamos o fondue, o JH comia uma papinha da Papin. Depois do jantar o restante da família foi para o Natal Luz e a gente (eu, Henrique e JH) voltamos pra casa pra não sair da rotina de sono dele.

Uma coisa que percebi, e que me deixou muito feliz, foi o grande número de famílias com bebês viajando. Tenho para dizer que isso me encorajou mais ainda, uma vez que a gente sempre pensa que quando eles são muito bebês é impossível viajar. E não é! Sim, é preciso reorganizar e fazer passeios que não os cansem demais e que, principalmente, respeitem os horários de sono e faixa etária de cada um. Mas não é um bixo de sete cabeças não. Já vi mães reclamando que não conseguem mais viajar e fazer passeios legais por conta dos filhos pequenos, e nesta experiência percebi que sim, é possível, desde que respeite os limites de seus filhos.

2015-11-01 16.42.36
Nem o frio – sim estávamos em novembro e tivemos que comprar tocas – e muito menos a chuva nos impediram de passear.

Por mais carrinhos, slings e cangurus nas ruas e famílias viajando e tendo experiências incríveis!

Na volta, percebemos que o tempo máximo do JH é de quatro horas no carro, depois disso ele já cansa e fica um pouco chatinho. Claro que sempre fizemos paradas no caminho, mas aos poucos vamos conhecendo os limites de cada bebê. Em janeiro iremos novamente viajarr, desta vez para a praia. Vamos ver como as coisas se sucedem por lá! Depois conto aqui… #pinkyoupromisse.

Foi uma viagem ótima, aprendi que é preciso levar remedinho para enjoo, que imprevistos (mais ainda) acontecem e que viajar com bebês é possível sim!

E por aí, já viajaram com seus filhotes? Como foi?

Beijos, mamães!

PS: Para as mamães e papais comprarem a Papin é fácil. Ela é vendida na Pantik, que fica na Rua Capitão Araújo, 431 e na Morom, 1328. Fone: (54)3601-0830 e (54)3632-4770.

Melissa Boemia

por

Oi, gente! Semana passada fui conferir as novidades no Clube Melissa aqui em Passo Fundo e me encantei pela Melissa Boemia. Quem conferiu meus posts da viagem à Alemanha viu que tenho a Flox, que é um pouco parecida (também tem as tiras que lembram uma gladiadora), mas ela é ainda mais feminina.

Ela vem em 5 cores: amarela, laranja, preta com rosé, bege com preta e a escolhida das fotos, bege com branca. Um modelo que fica lindo com qualquer look de verão, bem fresquinha e charmosa.

melissa boemia - mocafresca

Clube Melissa Passo Fundo | Segundo andar do Bella Città Shopping | Telefone: (54)3601-5880