A mágica da arrumação, de Marie Kondo

por

Se você está predisposto a fazer uma bela limpa na sua casa esse livro é pra você. Marie Kondo é japonesa, e desde criança amava organizar os espaços por onde vivia. Na escola, enquanto os amiguinhos gostavam de brincar no pátio, ela preferia ficar na sala, organizando as prateleiras de livros. Mas ela jura que mesmo quem nunca gostou de fazer isso pode ter uma vida em ordem graças às suas técnicas.

Como a ideia é não acumular, comprei um e-book :)

Desde que comecei a me interessar pelo minimalismo, parei de comprar livros impressos. Já tenho muitos em casa! A opção foi comprar o e-book (comprei na iTunes Store, por $4,99). Sempre tive receio de ler no iPad ou no celular, mas gostei da experiência, viu? Achei bacana porque dá pra optar pela tela mais escura para ler à noite – que é o horário que geralmente leio – e assim não cansa os olhos 😉

Mas porque o livro é tão inspirador e faz tanto sucesso?

O principal objetivo do método que Marie Kondo desenvolveu é arrumar direito somente uma vez na vida. Para ela, essa é a chave para manter a casa organizada para sempre. Ela explica: “No momento que você começa a se desfazer de coisas e a mudar os móveis de lugar, o ambiente muda. É bem simples. Se realmente fizer um esforço para colocar a casa em ordem, terá feito uma arrumação completa.”. Segundo ela, quando você enxergar a sua casa organizada não vai querer mais viver de outra forma, evitando assim o efeito-rebote (que acontece quando a organização vira uma bagunça novamente).

Para ela, organizar é uma tarefa muito simples. O trabalho envolve basicamente duas ações: decidir se vai ou não jogar fora, e depois definir onde guardar tudo. Aliás, isso é um dos principais ensinamentos que o livro me trouxe. Saber que tudo tem que ter um lugar. Sabendo isso fica muito mais fácil manter as coisas organizadas.

No livro ela ensina sua técnica para decidir se um objeto fica ou sai. Basicamente você tem que pegar todos os objetos nas mãos e se perguntar se aquilo lhe traz alegria. Se a resposta for sim, ele fica. Se você não tem certeza é porque ele pode ser descartado.

O livro é bem gostoso de ler, e a todo momento a vontade é largar tudo e começar a arrumação da casa já. Ela ensina técnicas, mas mais do que isso, nos inspira a querer uma vida sem acúmulo. Aconselho a leitura para quem quer começar o destralhe da casa. Mas já adianto, reserve no mínimo um final da semana pra isso, já que o método Marie Kondo não aconselha a ideia de fazer aos poucos. O negócio é mergulhar de cabeça!

Estou usando várias técnicas na minha casa, mas confesso que o negócio de fazer tudo de uma vez só ainda não tive coragem 😉 E você, já leu o livro? O que achou?

comentário(s) via facebook

4 comentários

  1. Fernanda

    Li o livro e brinco que ele me deixou meio louca, rs. Comecei a arrumar tudo dentro de casa e enchi meia caçamba de lixo e doei sacos e sacos de roupas. Quando você começa não para mais!

    Responder
    1. Nati Grazziotin

      hahaha, sério, Fernanda? O livro é instigante mesmo, né. Também ando numa de doar tudo 😉

      Responder
      1. Fernanda

        Muito sério, por onde eu passava eu ia descartando coisa, em casa, no escritório, até na casa de uma amiga eu passei uma tarde (mas ela me pediu ajuda, claro). kkkkk

        Responder
        1. Nati Grazziotin

          Imagino a situação! Aqui em casa também tá um pouco assim, hehe. Por onde eu passo me pergunto se dá pra doar tal coisa, se eu uso, etc. 😉

          Responder

Deixe seu comentário