Diário de Viagem: Füssen e seus castelos

por

Um dos pontos altos da viagem à Alemanha foi conhecer Füssen e seus castelos. A cidade fica no começo (ou no final, dependendo de onde você começa) da Estrada Romântica. Chegamos na cidade à tardinha, com um tempo um pouco instável, mas mesmo assim foi uma delícia passear pelo seu centrinho, que é um charme só, como a maioria das cidades do sul da Alemanha. Ficamos hospedados no Sonne Füssen, super bem localizado, decoração bonita e moderninha e um café da manhã caprichado! O único porém é o preço, que foi um dos mais caros da viagem.

Processed with VSCOcam with a6 preset

Processed with VSCOcam with a9 preset

Processed with VSCOcam with a6 preset

Processed with VSCOcam with a9 preset
Adoro o clima de cidades do interior. Com a luz da tardinha, então…

No dia seguinte fomos conhecer os castelos. Uma dica é chegar lá bem cedo, porque a fila para comprar os tickets é sempre grande. No “complexo” você pode conhecer 2 castelos: o mais famoso, Neushwanstein, e o mais antigo, Hohenchwangau, além de visitar o museu que conta a história dos reis da Baviera. Como tínhamos tempo, resolvemos ir em todos. É sempre bom conhecer bem a história do lugar onde se está visitando, assim tudo passa a fazer mais sentido, não é?

Processed with VSCOcam with a7 preset
Castelo Hohenchwangau

Processed with VSCOcam with a7 preset
Neushwanstein: inspirou Walt Disney para o castelo da Bela Adormecida

Processed with VSCOcam with a7 preset

Na frente do museu tem um lindo lago cheio de cisnes. Aliás, os cisnes são o símbolo do lugar (schwan significa cisne em alemão) e o Rei Ludwig II, responsável pela construção do castelo de Neushwanstein, os adorava.

Processed with VSCOcam with a7 preset

Processed with VSCOcam with a7 preset

É bacana primeiro conhecer o castelo mais antigo, Hohenchwangau, onde Ludwig II, passou a sua infância. Construído entre os anos 1833 e 1837, o castelo foi ideia do Rei Maximiliano II, pai de Ludwig II. A história desse castelo é mais significativa porque foi habitado realmente, ao contrário do Neushwanstein, que apesar de ser mais famoso, nunca foi usado como residência. O Castelo de Neuschwanstein estava próximo da conclusão quando, em 1886, o Rei foi declarado insano e aprisionado no castelo. Pouco tempo depois, Ludwig II foi encontrado morto em um lago nas redondezas. A causa da marca permanece incerta. Ironicamente, semanas após a morte do Rei, o castelo foi aberto ao público e desde lá é uma das maiores atrações turísticas da Alemanha.

Processed with VSCOcam with a7 preset

Processed with VSCOcam with hb1 preset
Nos jardins do Castelo onde Ludwig II passou sua infância
Vista do "complexo" dos castelos
Vista da “vila”: ali tem restaurantes, lojinhas de souvenirs…

Não é possível fotografar dentro dos castelos, mas a parte externa é a que mais impressiona de verdade. Para fotografá-lo no seu melhor ângulo vale a pena ir até a Marien Brucke, que foi construída especialmente para o Rei admirar a sua obra prima. Se prepare para muitos empurrões, a ponte está sempre lotada de turistas!

O Castelo visto da ponte Marien Brucke: impressionante!
O Castelo visto da ponte Marien Brucke: impressionante!
A ponte lotada de turistas: dá um certo medo de cair sim hehe
A ponte lotada de turistas: dá um certo medo de cair sim hehe

Apesar de ser um programa bem turístico gostei de ter conhecido de perto os castelos. É só ir com paciência e aproveitar da melhor forma. Lá dentro do “complexo” tem alguns restaurantes que servem comidas típicas e cerveja boa. Vale a pena parar entre uma visita a um castelo e outro pra dar uma relaxada e apreciar a cerveja que leva o nome do rei, a König Ludwig. 

Gostaram de conhecer um pouquinho dessa parte linda da Alemanha?

comentário(s) via facebook

Deixe seu comentário