I’m back home

por

Olá gente! Nossa, quanto tempo sem escrever pra vocês. Estava sentindo muita falta. Acho que nunca fiquei tanto tempo sem postar. Pra quem me acompanha no instagram (me segue lá, é @natigrazziotin) sabe que eu cheguei no Brasil! Foram 3 meses muito intensos, de muitas alegrias, de novos amigos, novas descobertas. Vancouver me transformou numa pessoa melhor. É assim que eu sinto. Sou muito mais confiante hoje. Tenho muito mais segurança em mim mesma. Sei que sou capaz de realizar tudo o que quiser, se assim eu me esforçar e correr atrás.

Sou muito, muito feliz por ter me permitido fazer esse intercâmbio. Por mais que não tenha conseguido escrever aqui o tanto quanto gostaria, sei que hoje o blog vai ter muito mais a minha cara, porque hoje tenho mais certeza de que cara é essa. Morar fora me permitiu me conhecer melhor. Não dar tanta bola para o olhar dos outros. Olhar mais pra mim. Quem eu sou? Do que eu gosto (de verdade)?

Apesar de não ter escrito tanto aqui no blog, pensei muito nesse meu espacinho. Tenho um carinho tão especial por ele que vocês não imaginam. Quando deixo ele abandonado sinto como se tivesse deixado meu filho ali, sem atenção. Mas sei que esse tempo que tirei foi de grande valia. Tanto pra mim, quanto pro blog.

Vou continuar escrevendo sobre moda. Assunto que adoro e acredito. Mas cada vez mais quero usar esse meu espaço com outros assuntos. Mais pessoais, mais com a minha cara. Ainda não parei pra colocar isso no papel, nem sei bem como vai ser! Essa semana vai ser uma loucura tentando colocar a vida em ordem entre um reencontro e outro – tenho muitos beijos e abraços pra dar, vocês entendem?

Quero muito contar pra vocês as coisas mais legais que fiz no Canada. Enquanto isso, deixo algumas imagens das minhas últimas duas semanas. Da viagem que fiz dentro da viagem, quando meu marido veio me visitar – e me buscar!

IMG_9251 IMG_9354 IMG_9454 IMG_9622 IMG_9672 IMG_9786

Obrigada pela paciência.

Let’s go again?

beijos, 

Nati

comentário(s) via facebook

4 comentários

  1. Gabi

    Oi Natália! Parabéns pelo seu trabalho! Estou adorando os posts!
    Estou indo em Março pra Vancouver pra ficar 7 meses e tenho muitas dúvidas (algumas você já tirou, valeu). Se pudesse me ajudar, me dar (mais) dicas, ficaria muito feliz.
    Meu inglês é básico, você acha que eu me adapto em quanto tempo em relação a língua? Morrendo de medo de ficar perdida e não entender bulhufas.
    Vou pegar um pouco do inverno, mas não vou comprar roupas aqui, vou deixar pra comprar lá. É muito salgado? Ou acha melhor ir pra Seattle comprar? Você que é do ramo da moda, o que me indica?
    Obrigada! Beijos!

    Responder
    1. Nati Grazziotin

      Oi Gabi! Obrigadaaa! Fico bem feliz que esteja gostando! Aiii, que legal que está indo pra Vancouver, você vai amar!
      Fica tranquila com relação ao inglês, no início é meio chatinho não entender, mas aos poucos você vai se adaptando, em um 1 mês você vai estar bem mais relaxada quanto a isso. E outra, as pessoas são bem legais com quem está aprendendo inglês porque tem muuuitos estudantes por lá :)
      Quanto às roupas de inverno, eu levei um casaco mais grossinho (aqueles de fleece da North Face) e lá comprei um casaco waterproof porque depois que terminei as aulas fui viajar para as Rocky Mountains com meu marido e estava nevando por lá! Comprei da Columbia (é mais em conta que North Face e Patagônia), tem no shopping em downtown, Pacific Centre. Mas se tiver a oportunidade de ir pra Seatlle e comprar lá vale a pena sim. É mais barato que em Vancouver. Como em Van chove bastante, ainda mais no outono/inverno é legal comprar um casaco/jaqueta waterproof com capuz. Assim você fica mais livre dos guarda-chuvas (odeio sair de guarda-chuva!) haha
      Bom, acho que é isso! Se tiver mais alguma dúvida, me chama aqui :)
      Beijos!

      Responder
  2. Débora

    Muito legal seu blog Nati!! Voltei de Van há 2 meses mas meu coração e pensamento ficaram lá! Por isso penso muito em voltar!! Lendo seus post pude voltar no tempo e relembrar ótimos momentos que vivi lá! Obrigada por fazer- me ter essa sensação! Rs.. Boa sorte e sucesso pra vc aqui no Brasil! Bjs

    Responder
    1. Nati Grazziotin

      Obrigada, Débora! O meu coração também, amei muito aquela cidade e todo o tempo que passei por lá. Nossa, fico muito feliz que tenha se sentido bem ao ler meus posts. Sensação de dever cumprido, sabe? Boa sorte pra você também :) Beijos!

      Responder

Deixe seu comentário