Diário de Intercâmbio: My first month in Vancouver

por

Oi, gente! Ontem fez 30 dias que cheguei em Vancouver! Não estou escrevendo o tanto quanto gostaria pra vocês, eu sei, mas ao mesmo tempo não posso me culpar, sabe? Me dei de presente esse tempo. Essa experiência. E se não estou conseguindo me conectar tanto aqui no blog deve ser sinal de que estou vivendo muito por aqui (:

foto (8)comemorando meu primeiro mês em Vancouver no Whytecliff Park, em West Van

Meu inglês já me deixa mais segura. Essa semana no ônibus a caminho da escola dei informação para o motorista (!). Ele perguntou se deveria dobrar para a esquerda ou para a direita. Disse ele que nunca o mandavam para aqueles lados. Imaginem a cena.

Nesses 30 dias vi cada figura! Nunca, na minha vida, vi tanta gente doida. Sério. Pessoal conversando sozinho, falando coisas non sense, vestindo roupas de deixar qualquer hipster de Londres com inveja. Aqui a maconha rola solta. O cheiro é perceptível de longe. Mas isso não tira o brilho da cidade. O jeito é não dar bola. Vive a sua vida aí que eu vivo a minha aqui. A ideia é mais ou menos essa.

Já falei em algum dos meus posts mas preciso enfatizar. Os canadenses são extremamente gentis. Ajudam no que for preciso. Até hoje, ninguém me negou ajuda. Seja o motorista de ônibus, seja o cara tomando café no Starbucks.

foto (9)

Tava pensando esses dias, como eu mudei nesse tempo em Vancouver. Tenho muito mais confiança em mim mesma. Sei que posso contar comigo, sabe? No último final de semana fui com uma amiga pra Seattle. A viagem foi demais, muito divertida. Amei a cidade. Mas o ponto é que várias coisas saíram do nosso controle, não deram certo por vários motivos e… conseguimos dar a volta! Conseguimos resolver da melhor forma possível por nossas próprias pernas! Perceber isso é tão libertador!

Além disso, percebo que estou me permitindo mais. Estou aceitando convites que antes, seja por desconfiança ou por preguiça, certamente diria não. E isso está me fazendo viver TANTO. Vou ter muitas histórias pra contar, disso tenho certeza.

E que venham mais 60 dias!

Sincerely,

Nati

comentário(s) via facebook

Deixe seu comentário