My new haircut!

por

Meninas, não sei se vocês perceberam no último post, mas dei uma mudada no meu corte de cabelo! Foi bem discreto, nada muito radical, mas ficou muito mais leve e com movimento, que era a minha intenção.

novo corte cabelo 3

O meu cabelo sempre foi motivo de dor de cabeça pra mim – e pra minha mãe, na época da adolescência! Quando criança tinha os cabelos ondulados, mas quando entrei na pré-adolescência eles mudaram muito, se revoltaram mesmo! Foi bem complicado. Vivia em pé de guerra com minha cabeleira. Eles eram bem armados, e como sempre gostei de cabelos longos (leonina!), era ainda mais difícil mantê-los na linha. Dormia com touca (lembram delas?) na tentativa de que ficassem mais lisos e domados. Quando lançaram a chapinha foi minha alegria. Mas de tanto usar acabei com os fios! Tive que cortá-los mais curtos e passei a assumir meus cachos. Fiquei um tempo usando meu cabelo natural (bem roots, imaginem!) até me arriscar numa nessas escovas progressivas, que na época tinha outro nome, rs!

novo corte de cabelo

Em todo esse tempo sempre ouvia que devia usar os fios retos, nada de repicar, senão eles podiam armar! E cabelo armado era o meu trauma. Por isso sempre tive medo de repicar ou cortar mais curto, sabem? Acontece que ultimamente perdi bastante cabelo e eles estão mais “domados”. Acho que é coisa da idade, né? É natural que a estrutura do fio mude (thanks, God!). Então, semana passada, tomei coragem e pedi para o Bernardo, meu cabeleireiro, dar uma leve repicada. Coisa pouca, mas que deu outra cara pro meu cabelo.

novo corte cabelo 1 novo corte cabelo 2

Até minhas luzes aparecem mais! O Ber repicou logo abaixo do queixo e foi descendo, ao longo de todo o comprimento. Adorei o resultado. O volume já não me assusta mais. Superei o trauma – e viva a tecnologia!

E vocês, tem alguma história engraçada sobre seus cabelos? Vamos conversar nos comentários?

comentário(s) via facebook

17 comentários

  1. Fernanda

    hahaha todo mundo teve a fase xororó eu acho, ou estilo panela, o meu na infância era estilo panela pq era muito liso e não sei pq as cabelereiras adoravam tosar a franja bem curta…tipo no meio da testa…eu sempre saia chorando do salão, teve uma época de só rabo de cabelo mas agora sempre mantenho o cabelo longo e tb um pouco repicado com um leve arredondado atrás…sempre assim não consigo mudar muito! Bjus.

    Responder
    1. Nati

      É complicada essa fase, né Fer? Meu Deus, como eu sofri…kkkkk Eu também sempre saía triste do salão, agora chega a ser engraçado!
      Ainda quero cortar o meu na altura dos ombros, acho lindo, mas ainda não tomei coragem pra tanto! 😉 Beijos

      Responder
  2. Ana Paula

    tb faço definitiva, pois meu cabelo é armado, tem volume e ninguém merece um cabelo assim. Viva a tecnologia, te copiando!

    Responder
    1. Nati

      Nem me fale, Ana! Claro que além das químicas, tem que hidratar muito! Gasto rios em máscaras boas, porque luzes e alisamentos deixam o cabelo bem ressacado!

      Responder
  3. Patí

    Eu assumi meus cabelos cacheados e parei de brigar com eles. Depois que cortei bem curtinho eles pararam de brigar comigo!!! nossa relação é ótima agora!!!

    Responder
    1. Nati

      Adoro teus cachinhos, Patí! Coisa mais feliz ter um bom relacionamento com os cabelos, hein? hehe

      Responder
  4. Debora

    Olá!! Não devo reclamar do meu cabelo, mas depois dos 40, vou te contar, alterações hormonais e fios brancos por todos os lados dão o que falar e o que fazer… Kkkkk… Mas a gente vai se adaptando. O tempo é implacável… Bjs.

    Responder
    1. Nati

      Nem tinha parado pra pensar nessa fase dos cabelos brancos, Débora! Ainda não tenho, apesar de ter encontrado um fio enooorme esses dias! Quase surtei! Beijos

      Responder
  5. Nazaré Almeida

    Estou precisando fazer o mesmo com o meu… cortar..=D Eu já desisti de tentar domar, ele é tão ruim que nem alisamento quimico o aguenta…LOL… Cabelo sempre é um problema né? Beijos***

    Responder
    1. Nati

      Sério Nazaré? Nem uma progressiva? O negócio é hidratar muito! Nem me fale, se bem que agora tô feliz com o meu, já que ele me deu uma trégua do volume! haha

      Responder
  6. Fernanda

    Eu estou com vários cabelinhos brancos com 30 anos…afff…e tenho o cabelo castanho escuro, por enquanto to fazendo banho de brilho, vamos ver mas daqui a pouco vou ter que apelar pra tinta mesmo! :/

    Responder
    1. Nati

      Aiii Fer, os brancos ainda não são problema pra mim, nem quero ver ter que pintar todo mês! :(

      Responder
  7. Nazaré Almeida

    Sério Nati… De todas as progressivas/alisamentos que já testei, a única que funcionou foi aquela de formol (bem no início da moda), que acabou com meu cabelo… Entretanto já recuperei desse estrago, meu cabelo está saudável, super hidratado, cresce horrores, mas o volume está lá… Sempre! E esses novos tratamentos de alisamentos (sem formol) não pegam em meu cabelo. Já desisti de gastar grana com isso… O jeito é chapinha com um bom protetor térmico! Mas tenho esperanças que um dia ele me dê descanso…aahhahahah

    Responder
  8. Blog da Marcieli

    Nati, fala sobre o alisamento que você faz no teu. Ele tem um ar super saudável, o que não é muito comum pra quem faz esses tratamentos.
    Bjoo

    Responder
    1. Nati

      Pode deixar, Marcieli! Eu vou perguntar pro meu cabeleireiro as partes mais técnicas e químicas e posto sim! Beijos!

      Responder
  9. eu amei cada pedacinho do post

    Responder
    1. Nati Grazziotin

      Fico feliz!

      Responder

Deixe seu comentário