A minha Londres!

por

Nossa última parada da viagem foi Londres. Como eu tinha vontade de conhecer essa cidade… Algumas amigas minhas foram e se apaixonaram, talvez por isso eu a tinha a ideia de que comigo não seria diferente. E não foi! Como tínhamos passado 10 dias vendo o interior da Inglaterra (com todo o seu ar bucólico), chegar numa cidade grande e cheia de vida como é Londres foi um restarte bem interessante pra viagem. Por isso meu primeiro conselho aqui é, se quiserem fazer um roteiro assim (interior + cidade grande) sempre deixem a cidade grande para o final. Fizemos isso na Austrália, ano passado, e foi bem bom. Até porque tem as comprinhas, aí a mala não fica maior e mais pesada logo no início da viagem #artimanhas.

IMG_1328

Londres é vibrante, cosmopolita, alternativa, sem deixar de ser encantadora. Ficamos num apartamento perto do Regent’s Park, na Warren Street. A localização era ótima, com tudo que precisávamos pertinho, principalmente o metrô, nosso principal meio de transporte na cidade. Aliás, falando em metrô (que eles chama de tube), que beleza ter um transporte eficiente de verdade, viu? E fiquei boba quando soube que ele tem 150 anos! Ah, e é o mais extenso do mundo também, serve grande parte de Londres.

Quando chegamos lá, ficamos meio perdidos, sem saber por onde começar. Sempre que chegamos numa cidade maior é assim, com vocês também? Por mais que tenhamos pesquisado, recebido dicas, o negócio começa mesmo quando pegamos um mapa (ou nos localizamos no maps do IPhone) e traçamos um roteiro a partir de onde estamos. Feito isso, decidimos dar uma caminhada no Regent’s Park, já que estávamos pertinho. Gente, que parque incrível, e olha que nem caminhamos tanto… E é aqui, pelo Regent’s, que começo a contar o que mais gostei de fazer em Londres, aquelas dicas que daria pras amigas, sabe? Anota aí!

Caminhe sem pressa pelo Regent’s Park

Como falei, não percorremos todo a parque, mas já assim achei lindo. Só ficava imaginando ter um parque daqueles na minha cidade… Ficaria bem satisfeita! Pessoas correndo, andando de bicicleta, fazendo ioga, conversando, sentadas nos bancos comendo… Tudo tão tranquilo, muito bom. Não chegamos a entrar no Queen’s Mary’s Gardens (quando chegamos já estava fechado), mas aconselho, deve ser lindo! Na minha próxima visita quero ir.

IMG_1013

Regent’s Park

Passeie de bike pelo Tâmisa

Queríamos muito andar de bike nessa viagem, é uma maneira divertida de conhecer o lugar, né? E como em Londres tudo é longe, pedalar é um bom meio de locomoção! Andamos duas vezes. Na primeira fomos de metrô até a Tower Bridge e lá alugamos as bicicletas. Aquelas disponíveis nas ruas mesmo, sabe? A ideia era ir contornando o Tâmisa e ver os pontos turísticos mais famosos (Tower Bridge, London Eye e Big Ben). Foi um passeio muito legal e rendeu ótimas fotos. Nesse passeio, passamos ainda na Westminster Abbey (igreja que o William e a Kate casaram), Palácio de Buckingham e deixamos as bikes no Hyde Park. Outro dia, alugamos a bike perto do Hyde Park e pedalamos por lá. É super gostoso e bom pra quem tem receio de pedalar pelas ruas.

IMG_1215 IMG_1211 IMG_1248 IMG_1267 IMG_1272 IMG_1278

Passeie e faça umas comprinhas em Covent Garden

Como eu adorei esse bairro! O que mais gostei. É fofo, descolado, com várias lojinhas legais (a da Cambrigde Satchel fica lá!). No mercado a gente encontra lojas de grandes grifes como Chanel, restaurantes, cafés, uma delícia. Pra quem gosta de macarons, tem uma filial da Ladurée estrategicamente posicionada em uma de suas esquinas, pertinho do mercado. Para os fãs da Apple, super vale uma visita à loja, que é umas das maiores da marca. Os artistas de rua fazendo suas performances dão ao bairro uma carinha simpática, muito bom se perder por lá.

IMG_1307 IMG_1314 IMG_1316 IMG_1335 IMG_1338

Visite a St Paul’s Cathedral

Ricardo Freire brinca que em Londres existem as opções de passeios de graça (a maioria dos museus tem entrada free) e os caríssimos. Como não somos muito fãs de museus (eu até iria em alguns, mas como tava acompanhado do marido, que não é nada fã, acabamos não indo em nenhum) demos azar de nos restar as opções caríssimas! Andamos na London Eye (compramos o fast track, que não pega fila, e pagamos 26 libras por pessoa, ui!). Achei legal, mas aquela coisa de se fazer uma vez na vida sabe? Tá visto, ok. Por isso, pra quem tem que escolher um passeio caro, daria como sugestão uma visita a St Paul’s Catedral. Que igreja linda, viu? E além do mais, tem tanta história! Claro que a maioria das igrejas da Europa tem muita história pra contar… A St Paul’s data da era medieval e sobreviveu a duas guerras mundiais. Foi lá que o princípe Charles e Diana se casaram em 1981. Tem a segunda maior cúpula do mundo, perdendo somente para a Basílica de São Pedro, em Roma. Na visita, você recebe um aparelho/guia que te conta toda a história da catedral (tem a opção em português, o que ajuda muito). Além disso, você pode subir até o alto da cúpula, tendo uma vista linda de Londres.

IMG_1217

St Paul’s Cathedral lá no fundo

Tome muitos coquetéis ao som de jazz

Faça uma reserva em pelo menos um bar que sirva coquetéis ao som de jazz. Um dos programas mais legais que fizemos. O Lucas reservou para o nossa última noite o Nightjar, foi muito bacana. Também fomos no Experimental Cocktail Club, em Chinatown. O lugar é todo escondido, mesmo com o endereço em mãos foi difícil de encontrar. A ideia é ser aquela coisa exclusiva, sabe? Mas todo mundo é bem-vindo. Lembrando que em Londres é bom SEMPRE reservar. Ninguém quer ficar na vontade, né?

IMG_1593 IMG_1630

Humm… Só de olho no drink. Pela cara, já devia ser o terceiro! rs!

Conheça Nothing Hill

Taí um passeio que achei que ia AMAR e não me amarrei tanto. A não ser pelo bairro e suas casinhas fofas de tudo, não curti tanto sua famosa feirinha, que acontece todas as sextas e sábados na Portobello Road. Acho que tava de mal humor… hahaha Mas coloquei aqui por que acredito que todo mundo tem que ir conhecer. Fomos na sexta, quando não tem muito movimento, no sábado é mais vivo. Almoçamos no Gourmet Burger Kitchen, uma rede que tem vários restaurantes espalhados na Inglaterra. Gente, que delícia. Um dos melhores burgers que já comi na vida. Vou fazer um post só com os meus restaurantes/lugares preferidos, ok?

IMG_1063 IMG_1036 IMG_1057 IMG_1038 IMG_1051

O post ficou enorme, sorry! Mas acho que é isso! Claro que Londres tem muuuito mais a oferecer e até fizemos mais coisas, das quais não curti tanto ou não tivemos muita sorte, seja pelo tempo louco (chuva) ou por gosto mesmo. Tipo, Camden Town, o bairro crazy onde Amy Winehouse cresceu. Não me matem se eu disser que não curti muito? Achei tudo muuuito trash, não é o do meu gosto, sabem? Em compensação, rende ótimas fotos. Também fomos a Greenwich, mas lá, demos azar porque esfriou muito e começou a chover, aí não tinha condições de explorar… Acontece! Fica a vontade de voltar numa próxima! Olhem só alguns cliques em Camden Town.

IMG_1394 IMG_1390 IMG_1399 IMG_1421 IMG_1406

Então, é isso, ufa!

Tem algo que vocês amaram em Londres e eu esqueci de mencionar? Os comentários tão aí pra isso! Conta pra gente!

Beijinhos,

Nati

comentário(s) via facebook

8 comentários

  1. Debora

    Olá! Confesso que também achei Camdemtown trash, hahaha, mas uma das coisas mais legais que fiz foi assistir ” o fantasma da ópera” em um teatro com aparência antiga muito interessante. Bj.

    Responder
  2. Debora

    Quis dizer Camden Town….ops!!

    Responder
  3. Ingue

    saudades de Londres… :-)

    Responder
    1. Nati

      Eu adorei, Ingue! =D

      Responder
  4. Franciele

    Lindas as fotos amiga… Achei lindas as casas de Nothing Hill… mto fofas!

    Responder
    1. Nati

      São lindinhas mesmo, Fran! Beijos

      Responder
  5. Debora

    Olá! Confesso que achei Camden town trash também. Uma das coisas que mais curti foi assistir o clássico Fantasma da ópera em um teatro aparentemente bem antigo e estiloso. Amei!!

    Responder
    1. Nati

      Deve ter sido bem legal mesmo Débora! Nós acabamos não indo em musicais, mas fomos no show do Hugh Laurie, conhece? Beijos

      Responder

Deixe seu comentário