Chiang Mai: Templos budistas!

por

Chiang Mai foi uma daquelas surpresas boas que temos numa viagem, sabe? Sabia que ia ser bacana, já que a cidade é a capital cultural da Tailândia, com mais de trezentos templos budistas! Mas a cidade realmente nos surpreendeu positivamente. Vou começar falando sobre os templos, mas ainda quero falar sobre os animais e a parte industrial, que conta com a fabricação da seda, um processo muito interessante e rico.

No translado do aeroporto para o hotel começamos a perceber a riqueza cultural da cidade e sua adoração ao rei e sua rainha. As imagens de Bhumibol Adulyadej e sua mulher estão espalhadas por toda a cidade. O rei da Tailândia reina a nação desde 1946, sendo o mais antigo Chefe de Estado do mundo e o monarca com o maior reinado na história tailandesa. Além de rei, ele é intitulado Chefe de Estado, Chefe das Forças Armadas, Defensor da religião budista e o defensor de todas as religiões. Tipo, ele manda em tudo mesmo! As pessoas são proibidas de falar sobre ele, muito menos falar mal, com a penalidade de serem presas! Atualmente, ele e sua mulher estão hospitalizados, ele há mais de 3 anos. E as imagens espalhadas na cidade são do rei e da rainha ainda jovens, já que hoje eles estão com mais de 80 anos. Outra curiosidade sobre o rei, ele é considerado o monarca mais rico do mundo, com uma fortuna estimada em 23 bilhões de euros! Ou seja, ele é o cara! rs!

Pertinho do nosso hotel (ficamos no 3 Sis, muito bom e ótima localização) ficava um dos templos budistas mais famosos, o Wat Chedi Luang. O lugar é incrível, com uma energia muito boa, vimos vários monges andando de um lado para o outro. Lá ficam na verdade 3 templos, todos muito bonitos, tanto por dentro quanto por fora. Pra entrar em todos os templos é necessário estar com as pernas e o colo devidamente cobertos e é preciso tirar os sapatos. No primeiro templo que entramos encontramos vários monges meditando, sentamos logo atrás deles, foi um momento muito especial.

IMG_6075 IMG_6077 IMG_6084 IMG_6106 IMG_6095 IMG_6116 IMG_6117 IMG_6127 IMG_6131

Cada templo tem uma história, por isso é interessante contratar um guia para aproveitar ao máximo. Nós tivemos muita sorte com a nossa, a Nisa, que se tornou uma amiga muito querida! Se quiserem posso passar o contato dela, ok? A Nisa nos contava todos os detalhes de cada lugar, as curiosidades, foi muito bacana!

Outro templo maravilhoso é o Wat Phra That Doi Suthep, que fica no alto de uma montanha. O lugar é imenso, com muito ouro e detalhes belíssimos. Lá estava mais cheio, só imagino conhecer esse lugar sem tantos turistas em volta, deve ser incrível!

IMG_6137 IMG_6155 IMG_6158 IMG_6174 IMG_6169 IMG_6184 IMG_6195

O Wat Phra Singh é um dos templos mais famosos e um dos mais bonitos também. Quando entramos ficamos olhando um monge sentadinho meditando, ficamos impressionados com a sua concentração (não se mexia!) só depois nossa guia nos contou que o monge era uma reprodução de cera de um monge famoso! Não dava pra acreditar, tamanha a perfeição!

Acredito que esses sejam os templos mais famosos, amei conhecer todos eles! Me senti protegida e até fomos abençoados por um monge. Muito bom!

É isso, gente! Se tiverem alguma pergunta podem fazer nos comentários, ok?

Beijinhos,

Nati

comentário(s) via facebook

2 comentários

  1. Tatiana

    Olá!
    Tudo bem? Poderia por gentileza passar o contato da Guia? Sabe se ela busca no hotel e acompanha tb por outras programações? Gostaria de fazer um roteiro particular um pouquinho diferente do tradicional e gostaria de contar com um guia que nos levasse. Saberia indicar alguém?

    Muito Obrigada!
    Bjs,
    Tati

    Responder
    1. Nati Grazziotin

      Oi Tati! Claro que sim, a Nisa é uma querida, ela nos acompanhou todos os dias em Chiang Mai e adaptou o roteiro às nossas vontades, foi bem legal. Ela vai buscar no hotel com um motorista. Pode falar que me conheçe! Ela fala inglês e espanhol.
      O Facebook dela é esse: Nisa Kongngoen – https://www.facebook.com/yanisa.k
      Espero que dê tudo certo!
      Beijinhos :)

      Responder

Deixe seu comentário