outubro 2012

Marca bacana: House of Mother Joana

por

Quem tá ligadinho nos blogs de moda já deve ter ouvido falar da marca House of Mother Joana. Os seus shorts customizados são super diferentes e o melhor, exclusivos. Li no Garotas Estúpidas que as meninas são brasileiras, mas moram em Nova York.  Elas trabalham customizando peças com modelagens vintage de um jeitinho bem original, com pinturas coloridas, tie dye, aplicações de tachas, spikes e desenhos. Olha só alguns modelos.

O site oficial da marca tem  e-commerce e entrega no Brasil! O frete é free para compras acima de $250, viu? Quem também ficou com vontade de um shortinho da marca?

Imagens: Lalá Noleto / Blog da Mariah / Site oficial.

Moletom – Um queridinho!

por

O que vem à mente de vocês quando falo em moletom? Esporte? Colégio? Fim de semana? Preguiça? Provavelmente algumas dessas respostas. Pois não é que o moletom anda recebendo status de peça hit?

Isso mesmo. Muitas fashionistas andam apostando no moletom em looks cheios de informação de moda e alguns super divertidos!  Duvida? Olha só.

Pra atualizar a peça é bacana que o moletom tenha algum detalhe especial, como este da Chiara Ferragni (com boné azul). Além do desenho divertido, ele é bordado. E vejam que o restante do look é bem simples: short preto curtíssimo e sandália preta com tiras finas. Nos acessórios ela ousou na clutch, com o desenho da mesma família do desenho do moletom e apostou no boné, que tá ensaiando um retorno!

Um moletom em especial que anda bombando – e até já falei sobre ele na página do blog no Facebook (segue aí!) – é o moletom da Kenzo. A marca ganhou uma revitalizada recentemente e os moletons com a estampa de tigre e da torre Eiffel são figurinhas fáceis nos sites de street style. Vê só!

Como é uma peça do universo casual, básico e até esportivo, o legal é misturar com outras mais chiquezinhas, que deem uma glamourizada na produção. Saias de couro são uma opção super charmosa. E notem que, como o moletom tem a manga longa e esconde bastante, a maioria aposta em peças curtinhas na parte de baixo, pra dar aquela velha equilibrada que sempre falamos aqui.

 O que vocês acham? Curtem essa trend? 

Inspiração: Saia com estampa espelhada

por

Oi gente! Quem é ligadinho em moda deve ter visto pelo menos alguma coisa sobre a vinda de duas top blogueiras gringas para o Brasil esse fim de semana. O convite foi feito pela marca Luiza Barcelos  e tratam-se de Chiara Ferragni do blog The Blond Salad e Jessica Stein, do blog Tuula. Vários blogs estão noticiando a visita, mas o que eu vim falar aqui pra vocês é outra coisa!

Quando vi Jessica usando uma saia lápis com estampa espelhada (que vocês já viram que é tendência aqui) com uma blusinha de listras, pirei! Amei a combinação e fiquei doida pra testar em casa. O bom é que já tenho uma bermudinha de seda com estampa parecida, bem tropical, mas não é espelhada (recém adquirida na Casa Gaia) e a blusinha de listras também! Aguardem um look com esta proposta! É tão legal quando a gente descobre novas formas de usar as nossas roupas, né? Desse jeito, o nosso guarda-roupa se multiplica! rsrs

Mas enquanto o look não chega, selecionei algumas imagens de inspiração. Ahh! E se vocês tiverem algum look legal que querem reproduzir em casa, mas não sabem como, podem mandar aqui pro blog, que posso tentar ajudar! Olha só.

 

Que saias incríveis, hein?

Como organizar as correspondências?

por

Eu sou fascinada por organização. Mas isso não significa que eu seja uma pessoa  extremamente organizada. Acho até que, por não ser tão organizada (no meu quarto sempre rola uma baguncinha) eu gosto de pesquisar sobre o assunto e sempre tô atrás de dicas que deixem minha vida mais leve, com as coisas no lugar. Vocês também são assim?

Todo dia nossa casa recebe muita tralha. Mesmo sem a gente querer. São sacolinhas de mercado, recibos, notas fiscais, revistas de plano de saúde, revistas que a gente compra, enfim. Muita coisa mesmo. E onde colocar tudo isso? Porque tem coisas que precisam ser guardadas!

*Só um parênteses. Pesquisando sobre o assunto, encontrei o blog Vida Organizada e amei! Muitas dicas úteis para o dia-a-dia das donas (e donos) de casa! Vale a pena o clique!

Uma dica preciosa quando falamos em organização, e que parece óbvia, mas a gente esquece,  é ter um espaço específico para cada coisa. E para as correspondências essa máxima vale igualmente! Lá em casa temos uma mesa que divide a cozinha da sala e é lá, na mesa, o destino de quase tudo que entra em casa. Imaginaram como ela fica? É normal termos que fazer uma faxina sempre que vamos usá-la para a sua real função, que é sentar pra comer.

Mas voltando ao problema de onde colocar as correspondências (e convites, recibos, notas fiscais, etc). Pesquisei algumas ideias simples e bacanas que podem deixar nossa casa mais organizada e por que não, mais bonita! Olha só.

 E aí, gostaram as dicas? Como vocês organizam suas correspondências?

La bella Toscana

por

A última parte da minha viagem à Itália foi à Toscana e pra mim, a mais esperada. Alugamos uma casa, que na verdade era uma vila antiga, perto da cidade de Cortona, que fica a leste da Toscana, quase na região da Úmbria. Quem viu o filme ou leu o livro Sob o sol da Toscana, provavelmente se familiarize com este nome, já que a história é ambientada lá, naquela charmosa cidadezinha etrusca.

Foi legal a gente ter ficado em Cortona porque além de visitar cidades da Toscana, pudemos conhecer cidades da Úmbria, como Assis. O que foi ótimo! Eu e o Lucas ainda não conhecíamos a região e adoramos. Quem lembra da novela Passione? O Totó morava lá, na Toscana! As imagens que apareciam na novela eram incríveis. Colinas, plantações de girassóis coloridíssimas, os famosos ciprestes contornando as estradinhas. Tudo muito encantador. E foram exatamente estas imagens que nos encantaram – fora os girassóis, porque estava na época da colheita :(

Chegamos à nossa casa (que alugamos aqui) à noite, então não deu pra aproveitar muito, só fomos jantar no centrinho de Cortona. No primeiro dia, fomos conhecer Montepulciano, uma cidadezinha medieval erguida toda em pedra no alto de uma colina (uma das mais altas de toda a Toscana – ai minhas panturrilhas!). Tem um belo centro histórico, com ruelas e fachadas imperfeitas, como toda cidade medieval deve ser. Prepare-se pra caminhar muito e fique com os olhos atentos às peculiaridades do lugar. Uma curiosidade que só fomos descobrir lá é que Montepulciano serviu de dublê de cenário para as cenas que se passavam em Voltera, do filme Crepúsculo. Estava cheio de Edwards e Bellas espalhados por lá!

No mesmo dia ainda demos uma passadinha em Pienza. Foi legal porque tava tendo uma feirinha na cidade, a Fiera Del Cacio. Uma dica é pesquisar antes as feirinhas nas cidades que vocês vão visitar. É sempre legal conhecer os produtos e costumes locais. Geralmente elas acontecem nos finais de semana.

No segundo dia fomos à Spello e Assis. E gente, eu me apaixonei por Assis! A cidade tem uma energia incrível! É onde São Francisco de Assis nasceu e onde está sepultado, na Basílica de São Francisco de Assis, que é colorida por dentro e linda. Além dele, também é a cidade de Santa Clara, que fundou a ordem das Clarissas e era amiga de São Francisco. As duas igrejas foram atingidas por violentos sismos em 1997 e estiveram fechadas durante dois anos para reformas. O que eu mais gostei da cidade foi que muitas pessoas levam seus bichinhos pra lá, em forma de agradecimento a São Francisco, que é padroeiro dos animais. Vale muito a pena conhecer.

Fomos à Siena no terceiro dia. E aquela cidade tem muita história. Inclusive ela é classificada pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade. Segundo a mitologia romana, Siena foi fundada por Sênio, filho de Remo, e podem-se encontrar várias estátuas e obras de arte mostrando, como em Roma, os irmãos Rômulo e Remo sendo amamentados pela loba, lembram da história? Lá, acontece duas vezes por ano o famoso Palio di Siena, na Piazza Del Campo. Aí em todas as ruas a gente vê as lindas bandeiras das contrades. O Duomo também é lindo e enorme.

Passamos também por Orvieto (cidade bem tranquila e pacata), Gubbio (linda, tem um passeio legal de teleférico, onde se vê a cidade lá do alto) e Sansepolcro, que fomos porque tava tendo o Palio della Balestra, muito divertido!

Não posso deixar de falar da gastronomia de lá, afinal, estamos falando da Itália! E eu, que amo uma boa massa, não podia ter ficado mais feliz. Comi trufa pela primeira vez na vida, e pela segunda, terceira, quarta… Era época da iguaria, então em quase todos os restaurantes tinha tartufo no cardápio.

 Bom, gente, é isso! Acho que deu pra ter uma ideia de como foi a nossa estada pela Toscana/Úmbria, né? Quero saber nos comentários!