julho 2009

Sapatos e liquidação

por
Assim não vale, gente! Tô tentando não gastar e principalmente não pensar em gastar, pra não ficar sofrendo – exagerada! – mas quando abro meu e-mail lá vem notícias de liquidações e mais liquidações. Recebo quase que diariamente mailings do Outnet, outlet do Net-a-porter, que já falei várias vezes por aqui. E como boa adoradora de sapatos, tenho que compartilhar com vocês essas maravilhas que estão em promoção.


Eis os meus escollhidos:

Brian Atwood – $195

Brian Atwood – $198

Rupert Sanderson – $275

Marc Jacobs – $250

Moschino – $180

Brian Atwood – $195

Moschino – $201

Tudo no Outnet – Tá dada a dica!

Corram, garotas, corram…

Conheça Jana Magalhães

por
Outro dia li no Garotas Estúpidas sobre a Jana Magalhães. “Ilustradora, carioca, apaixonada por corações, laços e aquarela. Ama fazer retratos das pessoas”, assim ela se define no seu maravilhoso site, onde vende seus retratos e pinturas em aquarela, tudo muito fofo e de estilo único.

Chanel

São desenhos de personalidades como Audrey Hepburn, Marilyn Monroe, Maria Antonieta, Coco Chanel, personagens de séries como as garotas do Sex and the City, e do cinema, como Amelie Poulain e até de blogueiras, como a Camila do Garotas, a Cristina Guerra do Hoje vou assim e a Victória do Dia de Beauté! Eu também quero Jana!

Audrey Hepburn

Maria Antonieta

Sex and the City

Amelie Poulain

Quem quiser pode encomendar uma foto sua ou com o seu amor e ela faz o desenho.

Coisa mais querida!

Top 10 – Filmes que influenciaram a moda

por
Pra quem adora cinema, moda e uma listinha, a revista Times de Londres, publicou uma com os 10 filmes que mais influenciaram a moda.

Vamos conferir?

1 – Bonequinha de Luxo (Breakfast at Tiffany’s), de Blake Edward’s, 1961

Segundo a reportagem, poucas imagens na história foram tão influentes para a moda. Aqui, eles se referem ao vestido preto, as luvas longas pretas e a piteira usados pela personagem Holly Golightly. O longa ainda transformou o pretinho básico em um clássico.

2 – Juventude Transviada (Rebel Without a Cause), de Nicholas Ray, 1955

Neste filme, James Dean consolidou o look jovem e casual que perdura até os dias de hoje. Entre as peças consagradas pelo ator, estão a T-shirt e a jaqueta perfecto.

3 – O Diabo Veste Prada (The Devil Wears Prada), de David Frankel, 2006

O filme mais recente da lista é também o que mais inspira o mundo fashion. Destaque para a sequência que mostra a personagem Andy Sachs, interpretada por Anne Hathaway, com diferentes modelos de roupas.

4 – Acossado (A Bout De Souffle), de Jean-Luc Godard, 1960

Jean Seberg provou que o cabelo curto poderia ficar bem em mulheres e iniciou uma tendência que dominou os anos 1960.

5 – Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (Annie Hall), de Woody Allen, 1977

Com a volta dos coletes e das calças amplas, o look masculino de Annie Hall parece nunca ter ido embora. Dizem que nem a atriz Diane Keaton, que interpretou a personagem, deixou o visual para trás, já que costuma ser vista sempre de terninhos no tapete vermelho.

6 – Os Homens Preferem as Loiras (Gentlemen Prefer Blondes), de Howard Hawks, 1953

Marilyn Monroe cantando “Diamonds are a girl’s best friend” em um vestido pink com luvas na mesma cor deixou um legado: seja em Madonna ou Paris Hilton, o cabelo loiro platinado será sempre lembrado como sexy.

7 – Procura-se Susan Desesperadamente (Desperately Seeking Susan), de Susan Seidelman, 1985

As roupas pretas, combinadas com os acessórios dourados e o batom vermelho, marcaram os anos que vieram depois do filme. Foi aqui também que se tornou normal mostrar a alça do sutiã.

8 – Pulp Fiction (Pulp Fiction), de Quentin Tarantino, 1994

Neste longa, percebe-se novamente a combinação de roupas pretas com batom vermelho.
9 – Os Embalos de Sábado à Noite (Saturday Night Fever), de John Badham, 1977
O terno branco com calça boca-de-sino, usado por John Travolta, inspirou muitos trajes chiques depois do filme.
10 – Blow-up – Depois Daquele Beijo (Blow Up), de Michelangelo Antonioni, 1966
Obra que definiu o período conhecido como “Swinging Sixties”, recheado de muitas festas e minissaias. Foi o primeiro filme britânico a mostrar o nu frontal feminino, com destaque para a participação de Jane Birkin.