Desejo: Disco Pants

por

Olá meninas! Pro blog não ficar parado e/ou monotemático vou continuar escrevendo os nossos queridos posts de moda! O que acham? Espero que curtam e interajam comigo (:

———————————————————————————————————————————————

Antes mesmo de embarcar pra Vancouver queria escrever sobre elas, as disco pants! Há quem as ache too much, mas se usada com peças mais básicas acredito que dá pra encarar sim! Gosto do modelo da American Apparel, de cintura alta e colada no corpo.

disco pants tfim 105

E como a dita é justérrima acho uma boa ideia colocar alguma peça que disfarce o quadril, como uma jaqueta jeans. Amo essa proposta aqui, ó:

discopants2

o All Star, a jaqueta e a camiseta branca “quebram” o ar ousado da calça

Elas não são super estilosas? Acho bacana combinar com peças neutras, sem muita informação, além escolher itens “não-sexys”, pra não carregar. É importante também estar com a barriguinha em dia já que a calça tem tudo pra marcar! Olhem só outras inspirações pra gente.

discopants1

discopants4 discopants3

E aí, meninas? Quem encararia?

My weekend: Playland and Phillip Phillips Concert

por

Oi, gente! Mais uma semaninha pela frente aqui em Vancouver! Começo hoje, segunda (18.08), minha quarta semana na cidade. O tempo passa voando mas confesso que estou com bastante saudade de casa. Semana passada pela primeira vez bateu uma tristeza, não sei nem explicar como é, só sei que não foi nada legal ):

Apesar de tudo estar correndo bem, de eu estar aprendendo a língua, conhecendo lugares legais quase todos os dias, a ideia de ter que falar inglês e pensar, pensar e pensar o tempo todo pra falar às vezes cansa, sabem? Por isso que acho bom ter alguns amigos brasileiros por perto quando você vai ficar muito tempo longe de casa. Às vezes é reconfortante poder falar a sua língua e poder contar exatamente o que está sentindo. Entendem do que estou falando?

Sábado fomos a um parque de diversões aqui em Vancouver. Playland é o nome do lugar. Mas não fomos pra andar nos brinquedos – apesar de ter ficado com vontade. Fomos assistir ao show do Phillip Phillips que aconteceu lá. O clima era bem bacana. Tipo um festival de música mais modesto! hehe

Adoro esse clima de parque de diversões! E o dia colaborou também! O sol resolveu aparecer. Olhem só as fotos que tirei por lá…

IMG_7752IMG_7759 IMG_7766 IMG_7764IMG_7760 IMG_7767 IMG_7770 IMG_7773 IMG_7775 IMG_7781 IMG_7780 IMG_7784 IMG_7785

Não conhecia o cara, mas reconheci algumas músicas. O show foi bem bacana, pena que tivemos que sair mais cedo porque tinha 3 buses pela frente! Tô adorando minha casa. John e Pamela são super bacanas comigo. Conversam bastante, e isso é ótimo pra exercitar o inglês! Aprendo muito com eles! O único problema é a distância. Moro em West Vancouver, mais exatamente em British Properties. O bairro é incrível, com mansões de tirar o fôlego. Já me falaram que é tipo a Beverly Hills de Vancouver – um dia vou fazer um vídeo pra mostrar pra vocês. Mas levo 1 hora pra chegar em downtown e se estiver em outro lugar é mais complicado ainda. Nesse dia, por exemplo, saí do show às 9pm e cheguei em casa as 11h30pm! Mas acho que compensa! Coloco meu fone de ouvido e fico curtindo a vista! A gente não ter que ver o lado bom de tudo?

No domingo alugamos uma bike e pedalamos pelo seawall do Stanley Park. Não sei como ainda não tinha feito isso. É muito bom! Quero fazer mais vezes. Aí levo a câmera e fotografo tudo pra vocês, ok?

Essa semana algumas amigas estão indo pra casa, então vou ter algumas despedidas pela frente. Esse, aliás, é um dos ônus de fazer intercâmbio. Todo mundo vai embora, soon or later

Estão gostando dos posts? Querem que eu faça posts aleatórios de moda por aqui? Quero muito saber a opinião de vocês!

Beijos,

Nati

Diário de Intercâmbio: O que usar no verão em Vancouver

por

Esse é um post que queria muito fazer! Antes de chegar aqui em Vancouver tinha muitas dúvidas a respeito do estilo das canadenses. Afinal, o que levar na mala? Não que eu fosse copiar o estilo delas, mas é sempre bom saber o que o pessoal costuma usar pra gente ter um norte, não é?

Amo observar as pessoas, principalmente em viagens. Gosto de ver como elas se comportam no ônibus, se elas dão bom dia, boa tarde, boa noite, pedem licença, se elas olham pra você ou simplesmente te ignoram, se elas tomam café na rua… Enfim, várias coisas que definem o mood de um lugar. Vancouver é uma cidade litorânea, com muitas belezas naturais, fácil adivinhar que as pessoas aqui são bem humoradas, correm como em qualquer cidade grande, mas são muito educadas. E amam usar roupas confortáveis! Difícil ver na rua mulheres de salto alto. Sapatilhas e tênis – Vans ou Keds são os preferidos – não saem dos pés das moçoilas.

foto 6

no banheiro da escola… esse é o meu uniforme: t’shirt, shortinho e tênis

O clima tá ajudando bastante. Só essa semana começou a chover um pouquinho. Vestidinhos leves e shorts jeans de cintura alta e curtíssimos são vistos everywhere! Tô doidinha por um! O problema é encontrar um mais compridinho (;

Se quiser se parecer com uma local é só vestir um desses shorts curtíssimos (tipo hot pant) de cintura alta, colocar um tênis Keds e uma camiseta cropped e sair por aí com sua mochila a tiracolo! A mochila eu já aderi! Impossível usar bolsa com tantas coisas pra carregar ao longo do dia (:

foto 8

tentando me localizar com a minha mochila (:

É bom lembrar que a minha rotina é de estudante. Não tô trabalhando, só estudando de manhã até o início da tarde. Claro que se o caso for ir trabalhar o dress code muda, mas nada muito radical não. As meninas são super casuais aqui. E outra, ninguém fica olhando se você está de chinelo, viu? Havaianas é tipo melhor amiga nesse verão em Vancouver.

foto 7

final de semana com as legítimas!

Outro detalhe que não posso deixar de falar pra vocês é que aqui, mesmo do verão, é fresquinho de manhã. Portanto, não esqueçam do casaquinho. Gosto de usar uma camisa jeans aberta ou cardigãs leves. A tarde eu dispenso e coloco na mochila. Easy, easy!

E aí, gostaram do post?

Grouse Mountain: Escalando o pico de Vancouver!

por

Oi gente! Tudo bem com vocês? Estou começando a me organizar pra postar pelo menos 3 vezes por semana por aqui, ok? Não é todo dia que tenho assunto porque a rotina é sempre a mesma, com excessão de quando faço algum passeio depois da aula. Pode deixar que já anotei pra escrever sobre como é a minha rotina, porque já estabeleci mais ou menos o meu dia a dia e sei que muita gente tem dúvidas com relação a isso – eu mesma tinha muitas dúvidas antes de chegar (;

Sábado passado combinei com uma turma e fomos até a Grouse Mountain, que é considerada o pico de Vancouver! Lá em cima tem diversas atrações como tirolesa, shows de pássaros, passeio de helicóptero, paragliding, etc. mas o que fizemos mesmo foi escalar a montanha! Muita gente faz esse hiking então decidimos nos aventurar. Mas gente, é super difícil, pelo menos pra mim! Nunca tinha feito algo parecido, a subida é íngreme e com muitas pedras. Na entrada tem uma placa avisando que a trilha exige nível intermediário a avançado de experiência. É muito bacana chegar ao topo, mas é bom ter noção que a subida exige bastante esforço! Eu não tinha essa noção, se tivesse, talvez não teria me arriscado (:

foto 3

foto 1foto 5

Subiiindo… e na chegada, feliz!

Se decidirem fazer o hiking é fundamental levar bastante água (levei duas garrafas de 700ml e bebi quase tudo), vestir roupas apropriadas (tecidos que deixem  o corpo transpirar, tênis confortável e bermuda no verão), passar protetor solar e repelente de insetos (levei muuuitas picadas) e alguns snacks. Acho uma boa levar aquelas barrinhas de proteína, bem doces, sabem? A corpo vai pedir açúcar, podem apostar!

foto 2

Essa é a vista lá de cima

foto 4

Lá no topo a gente pode conhecer um casal de ursos. Muito fofos!

Quem não quiser fazer o hiking é só pegar a gôndola pra chegar lá em cima. Pra descer, todos são obrigados a usar a gôndola – e pagar $10. A Grouse Mountain fica em West Vancouver. Pra mais detalhes, deem uma olhada no site, ok?  Ou então perguntem aqui nos comentários.

O que acharam? Alguém já escalou a Grouse Mountain?

Van and I

por

Oi, pessoal! Hoje, quinta-feira, já faz 11 dias que cheguei em Vancouver! O tempo passa voando. E a rotina começa a se ajustar por aqui. Minha aula começa às 8h30 mas como minha homestay fica a quase uma hora da minha escola preciso acordar bem cedo! Meu despertador toca às 6h20 e a partir daí é um dia inteiro pela frente. Com muitas coisas pra ver, experimentar, tentar, descobrir… Viver uma vida diferente por um período pode ser libertador se você quiser. Escolhi me dar a chance de ser eu mesma numa cidade que ninguém sabe quem eu sou. E mesmo assim tá sendo tão legal comigo (:

foto (7)

As pessoas aqui parece que te adotam. É muito bom se sentir acolhida num lugar tão longe de casa. Sinto falta da minha casa, do meu amor, da minha família, é claro. Mas ter uma nova vida num lugar que você pode sair com segurança, que pra onde você olha tem belezas naturais e Starbucks (hahaha) é realmente muuuuito bom!

Lembrei de uma frase que gosto muito. “Você tem que morar no lugar onde possa viver a vida que escolheu”. E é tão isso! Tão bom se encontrar num lugar. Poder se sentir segura. Ver gente de todos os lugares do mundo interagindo. Conhecer outras culturas. Sim, porque aqui em Vancouver a gente não conhece só a cultura canadense. Já conversei com pessoas da Grécia, Itália, Japão, Korea, Colômbia, México, Polônia… Tudo isso em menos de uma semana! Isso é tão incrível, tão rico! Não tem nem como explicar. Por isso gosto tanto de viajar.  A gente sai da nossa zona de conforto e consegue olhar o mundo com outros olhos.

Só tenho a agradecer (;

Beijinhos,

Nati